sábado, fevereiro 26, 2011

Saudade

Hoje estava fazendo cachorro quente e lembrei o quanto meu pai gostava do meu cachorro quente, para ele era especial, com bastante cebola, tomate e pimentão!

Muito do tempo que passei na cozinha foi por causa dele, não que meu pai fosse de cozinhar, só era especialista em sanduiche (pernil de porco com queijo do reino)! Era comum ele me pedir para fazer alguns pratos para ele. A primeira vez que preparei lagosta (me furei toda tratando as danadas) foi para satisfazer uma das suas vontades, resultado: Lagosta na manteiga, simples e delicioso!

juntos no meu casamento

Domingo era dia de salsicha com mostarda preta alemã, ele acompanhado de cerveja, eu ficava no refrigerante (nunca bebi com o meu pai, acho que não tivemos tempo para isso), juntos assistíamos a corrida na Globo!

Mas nem sempre (naquela época) cozinhar era um prazer. Queria poder pedir desculpas pelas sopas que fiz com pressa e sem cuidado, aos 20 anos só pensava em sair com os amigos, cozinhar para ele não era prioridade!

Acho que hoje ele diria que eu vou virar cozinheira e não "Chef", nunca foi chegado a "frescuras", tinha hábitos e paladar simples, gostava de produtos de qualidade, mas sem frufrus!

Por fim, imagino como ele estarei radiante com a chegada de um neto, ainda mais sendo filho da sua caçula!

3 comentários:

Paula disse...

acho que consigo imaginar bem o tamanho desta saudade. me emociono só de pensar.

Mônica Suñer disse...

Nem sei o que dizer... Um abraço muuuito apertado e bem emocionado!!! Bjs

Morena disse...

Seu pai deve está super orgulhoso de você! Não só pela família linda que vc construiu, mas também pelo seu talento na cozinha!!! Beijo!