quinta-feira, fevereiro 18, 2010

só se vê na Bahia

Hoje, 18 de fevereiro, é o primeiro dia útil do ano de 2010! Só depois de passar o carnaval é que o povo volta pra lida, antes disso era só enrolação de verão!

Eu tenho uma amiga que diz que todo mundo deveria ficar de férias no verão!
Ah, claro! E o mundo ia parar de funcionar porque é verão, faz calor e nada melhor que uma cervejinha gelada para refrescar, né? Porque para ser justo tem que ser férias para todo mundo, para os professores, porteiros, médicos, policiais, gari, entregador de água mineral, garçons...E como é mesmo que se vive sem essa e outras galeras?

Na verdade esse post é para falar de uma, das muitas coisas, que só se vê na Bahia, um bom serviço!
Como primeiro dia útil, precisei descascar uns abacaxis da minha obra (descascar pelo telefone mesmo), e lá fui eu ligar para o cara do piso!

Primeiro que na empresa a pessoa responsável não estava e me mandaram ligar para o celular dele. Depois de tentar várias vezes, consegui falar com o tal de Humberto.
A minha intenção era pedir uma mostra do piso para saber se era mesmo isso que eu ia querer, mas com a sinceridade de "seu" Humberto eu nem ia precisar mais. Segue o diálogo:

- Oi Humberto, eu gostaria de informações sobre o piso de alta resistência de vocês.
- Quantos metros quadrados? Qual a cidade? Bairro? Casa?
Dei as informações e lá veio ele
- Olha minha filha, esse tipo de piso não é muito bom para isso. Eu coloco esse piso em galpão. Ele não presta, vai trincar, pode manchar antes de você entrar na casa, e se manchar ou trincar não tem jeito, nem conserto...
- Mas eu falei com outra pessoa da empresa que não me disse nada disso, inclusive me deu o seguinte valor ...
- Não, já é muito mais caro do que isso! E digo a você que não vale a pena! Sempre dá problema porque a dona da casa quando vê pronto diz que não era isso que queria! Se eu fosse você colocava porcelanato.
-Mas o sr. não tem um outro piso para mim na sua empresa (eu estava insistente)?
- Não, nem o de alta resistência, nem o de cimento queimado prestam. Eu não vou  colocar nenhum deles na minha casa. Se eu fosse você colocava porcelanato, eu vou colocar na minha casa é porcelanato mesmo! Vai na Ferreira Costa, tem uns lindos por lá!
- Ah, se o dr. vai colocar porcelanato vai na TEND TUDO, é muito mais barato que a Ferreira Costa, já fiz pesquisa.
- Ah! Obrigado pela dica.
- o sr. foi muito simpático, vou falar com meu arquiteto e espero não ter que te ligar mais.
-Um abraço...

Eu ligo para contratar um serviço, a criatura me diz que o serviço dele é uma merda, e eu ainda dou dica de material de construção mais barato pra casa dele!

domingo, fevereiro 07, 2010

vai continuar ou vai desistir?

Mais uma vez a obra mexe com as minhas estruturas, ou falta delas.

Quando a gente olha o projeto no papel tudo parece fácil e lindo, mas a verdade é bem diferente. A cada hora aparece um “problema” novo para administrar (eu enxergo como problema).
1.     
  1. A EMBASA: não religou a minha água desde o terrível vazamento (tivemos um vazamento gigantesco subterrâneo que dava para encher umas 15 piscinas olímpicas e iria custar 5 mil reais de conta de água, mas que no fim e depois de muita dor de cabeça foi resolvido por 500 reais. Ufa!!!) Eu ligo para a EMBASA diariamente e escuto, “estamos enviand uma equipe hoje mesmo” e nada...
  2. A SUCOM: esta continua sem liberar meu alvará de construção (é por isso que tanta gente constrói sem alvará).
  3. O piso. Alguém tem idéia de quanto custa um piso? Alguém tem idéia de como sai cara colocar piso em quase 200m2 de área? Nem queiram saber.
  4. O orçamento: já que falei em valor do piso, tem que ter dinheiro para tudo, obra é um verdadeiro buraco negro comedora de dinheiro. Outro dia estava olhando a planilha de gastos e me dei cona de que já saiu 25% do valor que eu esperava gastar e a minha casa continua no chão, sem nenhum tijolinho em pé.
  5. A equipe: minha equipe é ótima, mas continuam falando uma linguagem nada acessível para mim, o que as vezes me dá a sensação de extrema burrice e inadequação. Tudo para eles parece tão simples e comum. Como eu não sei o que é uma viga baldrame? E uma sapata? Sei é que continuo sem entender o projeto.  Outro dia sai com uma amiga para procurar uns pisos que o arquiteto pediu, quando fui dar o resultado da minha pesquisa para ele (toda me achando) escutei: “não era nada disso, procure de novo”. Aff! Eu sou o fim do picadinho em matéria de engenharia e arquitetura.
  6. A parte boa: é sem Duvida os “frufrus” da casa, como peças para decoração, sofá (de preferência um que não esteja rasgado pela minha cachorra, um novo), uma geladeira nova (vivo sonhando uma geladeira de 500 litros), armários, cortinas, etc. Se a obra continuar gastando como toda obra, vou entrar na casa com sofá velho e rasgado, geladeira de 300 litros, sem cortina e muito menos armário, ou seja, sem parte boa!

 Ultimamente tenho pensado em desistir. Eu não sei onde estava com a cabeça para aceitar construir uma casa de 2 andares. Eu juro que se alguém me apoiasse nessa desistência eu só construiria o estúdio de André e ponto final. Mas pelo visto ninguém nem cogita essa possibilidade. Eu poderia tranquilamente continuar vivendo no apartamento emprestado da minha mãe, onde nada combina com nada, mas eu me reconheço, é um canto tranqüilo, é a minha casa.

Só que como todo bom brasileiro, eu não desisto nunca (pelo menos por enquanto).