segunda-feira, janeiro 18, 2010

Obra

Desde que decidimos morar em uma casa (eu não estou muito certa se quero mesmo morar em uma casa) eu tenho tentado administrar uma obra, o que não é uma tarefa das mais agradáveis. Se fazer uma reforminha básica já é uma dor de cabeça, construir uma casa de 2 andares é uma enxaqueca das brabas!

Nunca tive experiência com reformas, pedreiros, marceneiros, mestre de obra, arquiteto, etc., meu pai sempre administrou essas coisas (e diga-se de passagem, com mão de ferro). Lembro de uma grande reforma no apartamento dos meus pais, uma quebradeira só, um monte de gente trabalhando até tarde, meu pai só pagava depois que estava tudo pronto, ele tinha total controle da situação, o que não aconteceu no meu caso.



Anos mais tarde, eu precisei fazer uma reforminha nesse mesmo apartamento e foi uma experiência desagradabilíssima! Eu estava sozinha, organizando um casamento, trabalhando 40hs por semana (para pagar o casamento) e administrando uma obra. Eu nem sei se posso chamar de administrar o que eu fazei, acho que eu era a secretária dos pedreiros, comprava tudo que eles pediam, dava dinheiro para eles e tudo que eu não via era a obra pronta. Teve um momento que o pedreiro disse que só podia terminar sua parte depois do pintor, o pintor por sua vez só podia terminar a sua depois do marceneiro e assim foi, um empurrando para o outro. Quando percebi, todos haviam me abandonado com uma obra pela metade. E lá fui eu atrás de uma nova equipe... essa me enrolou menos, mas fez um serviço porco danado!

Hoje eu venho administrando a obra da Casa 40 do Rio Vermelho, essa eu administro mesmo, com uma equipe excelente, um mestre de obras de primeira qualidade (é verdade que no início eu não entendia muito bem o que ele me dizia, mas hoje somos grandes amigos, ele me chama de D. Duda), mas como toda obra dá dor de cabeça.

Apesar da minha equipe sensacional toda obra precisa de alvará, isso é com a Prefeitura, isso quer dizer que vai demorar e muito. Tudo que depende de um setor público pode ter certeza que vai dar rolo, seus papeis vão se perder no meio do caminho, alguém vai ter esquecido de te pedir um documento importantíssimo, blá, blá, blá... Eu falo mal de serviço público com muita tranquilidade porque trabalho em um e sei como é (pronto, falei)! Eu aguardo a 3 meses o alvará de construção da SUCOM e até agora nada, porque só agora descobriram que a área onde se encontra o imóvel é tombada pelo patrimônio histórico e cultural - IPHAN (vixe, ferrou)! E agora? Agora eu vou é relaxar e tentar administrar um perrengue de cada vez, né?

Vou aproveitar não tenho urgência em terminar a obra (urgência e obra são duas palavras que não combinam),  é que eu tenho um outro teto até a casa ficar pronta, isso facilita a minha relação com a obra, com a SUCOM, com o IPHAN, com os engenheiros, com o arquiteto, com a minha sogra (que é a verdadeira dona da casa), com o mundo...

2 comentários:

Shiruvana disse...

relaxe um pouco, mas não desista! você é o meu incentivo no setor 'obras na casa'.. é em outros também, mas é nesse que eu tô mais que dedicada no momento. bjs,

RAMON(ES) disse...

Não sabia que vc tb tinha um blog, legal. Irei acompanhar agora.

E sim, administrar uma obra é complicado mesmo.